/*Bloqueio de copia no site - 3 códigos*/ /*1 - botão direito do mouse*/ /*2 - seleção de texto*/ /*3 - ctrl*/

Tudo estabelecido: Metas e objetivos

O mais difícil ao iniciar um plano de vida é saber exatamente o que se quer alcançar.

Perdemos as contas de quantas vezes mudamos os planos, seja por algum problema ou por uma adequação do sonho. Mas, isso até que foi bom, pois nos deu tempo pra enxergar que não tínhamos entendido o que o nosso coração pedia. 
Ser mais um casal querendo dar uma volta ao mundo... Viajar e ver o que o mundo oferece... Conhecer o desconhecido... É um sonho lindo(!) mas ainda não era o desejo. 

Os planos de viajar o mundo costumam ter um final previsto, o que te faz você não aproveitar todo o possível, por sempre precisa "ir embora logo". Além disso, quando retorna para casa, fica sempre o desejo de voltar e viver tudo de novo. E é ai que entra o que faz nossos olhos brilharem: poder viver cada momento como se não houvesse amanhã, todos os dias! Não por 03 meses, 06 meses, 01 ano ou algo mais...

Aproveito para perguntar: Quem, hoje em dia, abre um enorme sorriso por causa de uma borboleta que atravessou o seu caminho? Nós damos, acredite! Essa simples ocorrência nos faz ganhar o dia! Isso iluminou nossa mente e fez entender que nosso coração pede por vivenciar tudo, sem tempo e nos detalhes: as aventuras, as pessoas, as oportunidades, a divindade da natureza e o universo todo! 

É tão maravilhoso saber onde se quer chegar!!! 

Definindo metas e objetivos, morar em uma casa fixa, definitivamente, não ajuda em nada.
E, é isso, que nos ajudou a refinar o sonho é transformar na meta final: Vamos nos mudar, para uma casa móvel e viver o que o universo tem para nos oferecer, em sua totalidade!

Mas morar, para sempre, numa casa móvel não é loucura?? CLARO QUE NÃO! (digo isso com uma vontade de chorar de alegria!!!) 
Excluindo algumas poucas mordomias (nossa banheira, lavalouças, fogão de indução - acho que só), tudo o que temos em nossa casa fixa, teremos na móvel. Mas sabe o que é melhor? Não precisaremos mais arrumar e desarrumar as malas em cada viagem, nem mesmo sentir que estamos esquecendo algo. Se isso não te conquista, saiba que nós amamos essa ideia (risos). 

E o que estamos esperando, por que não começamos ainda?
Existem pontos que não podemos controlar, como a abertura de leilão de veículos militares para comprar nosso caminhão (sim, iremos montar em um MB 1418 4x4). E isso até tem seu lado bom. Nesse meio tempo, estamos tirando todas as dúvidas para deixar o projeto da casa o mais perfeito possível. 

Para ocupar nossos dias e não sofrer de tamanha ansiedade, vamos aproveitar 2019 para evoluir nosso corpo e mente: aprender idiomas (pelo menos inglês e espanhol), música (Luana-Violino e Vando-Ukulele), emagrecimento e fortalecimento, aumentar nosso folego e disposição para corrida, fortalecer nosso cérebro (livros, jogos, etc).

Bom, acho que isso é tudo que precisávamos dizer pra expor nosso projeto. Siga-nos em nossas redes sociais para acompanhar nossas evoluções! Um abraço!

Pause nas atividades... Aumentamos o objetivo

Faltando apenas 15 dias, nós mudamos os planos.... Coisa de louco, correto?

Não quero um mega texto, contando cada motivo que nos fez tomar essa decisão, resta saber que ela foi tomada. Cancelamos todos os planos da Expedição Sul da América do Sul para adiantar o próximo objetivo: morar em um motorhome.

Foi bem difícil desapegar de tudo que já estava planejado porém, nada deixará de ser realizado, apenas mudamos o prazo.

Não teremos destino fixado, nem é uma volta ao mundo,apenas chegamos a conclusão de que poderíamos trocar a rotina, de dentro de casa, para dentro de um veículo. Isso amplia o nosso quintal. Também não temos prazo para voltar, tudo dependerá da nossa família não estar precisando de nós em casa, mas gostaríamos que fosse, no mínimo, uns 10 anos na estrada.

Vamos construir nosso próprio motorhome e ainda não sabemos se será caminhão ou ônibus, mas sabemos, com total certeza, que nossos filhotes (a Aika e o Mingau, vide em Quem Somos) vão conosco! Isso é fato :) 

Nossas redes sociais terão menos atualizações durante uns meses, mas em breve estaremos de volta com todos os bastidores da construção dessa nova fase.

Um abraço e até breve!

O Carro - Levantamos a suspensão da nossa TR4

Tem coisa mais pessoal do que personalização? E de carro, então? Nós participamos de um grupo no celular sobre TR4 e tem modificação para todos os gostos. 

Antes de partirmos para veículos mais preparados para o offroad, quando tivemos um Astra, nosso sonho era rebaixar, cromar o máximo que fosse possível e viver com carro (quase) esportivo rs. Depois da TR4, nossos planos só foram subindo, subindo.... a altura do carro.

Esse é um assunto muito discutido no grupo “quero levantar 2 polegadas, qual configuração que eu uso?”; “qual mola vocês colocaram?”; “tal mola e tal amortecedor valem a pena?” e justamente por existirem tantas opções, existem muitas questões. Nessa postagem, direcionada aos proprietários de TR4, não vamos debater sobre todas as opções, pois não testamos todas e nem somos especializados, mas queremos deixar nossa experiência com lift.

Como é ser anfitrião no Couchsurfing

Abrir mão do nosso porto seguro para receber um hóspede, totalmente desconhecido, pode ser assustador e até mesmo loucura... Mas também pode ser algo muito melhor do que o imaginado!

Nos inscrevemos no couchsurfing em busca de receber viajantes e de nos hospedar na casa de simpatizantes dessa realidade. Tivemos nosso primeiro "couchsurfer" em 27 de maio de 2017 e, por coincidência, na mesma semana, recebemos mais um hóspede. Foram experiências totalmente diferentes, e nesse texto vou me apegar ao nosso primeiro visitante: o Danilo.

SAS - Quando o sonho acaba... e nos recusamos a aceitar a ideia!

Quem nos acompanha, principalmente mais de perto, deve saber que essa expedição do Sul da América do Sul é como um bebê, para mim, Luana. Quem deu a ideia foi o Vando, mas quem “comeu” a internet atrás de informações, destinos, problemas e afins, foi eu rs. Não que não seja importante para Vando, mas eu já realizei essa viagem inteira sem nem colocar os pés na rua, rsrs!

Imagine a nossa frustração em chegar a seguinte conclusão “Não vamos poder mais viajar...”

Para entender um pouquinho melhor, é preciso saber que todas as decisões tomadas foram pensadas nessa expedição, sendo que o carro é a principal peça. Após a compra da TR4, fomos pensando em todos os pontos que iriam fazer nossa viagem possível e partimos para a confecção.